etanercepte 3

 

Indicado no tratamento de pacientes adultos com doenças autoimunes, como artrite reumatoide, artrite psoriásica, espondilite anquilosante, espondiloartrite axial não radiográfica e psoríase em placas. Estas doenças causam, no corpo, o aumento da produção de uma substância chamada de fator de necrose tumoral alfa (TNF-alfa). Isto faz com que o sistema imunológico do corpo ataque o tecido saudável, causando inflamação, que pode resultar em comprometimento da função da articulação. O Biofármaco bloqueia o TNF-alfa, reduzindo as dores e os danos causados pela doença. Apresentação: Cartucho com 4 seringas preenchidas com 1 mL de solução injetável contendo 50mg de etanercepte cada.

 

  • Como o etanercepte funciona?
    O etanercepte é um medicamento antirreumático, obtido por biotecnologia. Age diminuindo a dor e o inchaço das articulações e retardando o dano causado pela doença ativa moderada a grave, que pode resultar em comprometimento da função da articulação. Este medicamento age ligando-se a uma substância conhecida como TNF (fator de necrose tumoral), bloqueando sua atividade e reduzindo a dor e a inflamação associadas à artrite reumatoide, artrite psoriásica, espondilite anquilosante e psoríase crônica.
  • Como devo usar o etanercepte?
    Este medicamento deve ser somente para uso subcutâneo. As instruções para preparo e administração da seringa preenchida estão na bula.
  • Quando não devo usar o etanercepte?
    É contraindicado em pessoas com alergia conhecida a qualquer um de seus componentes e em pacientes com infecção generalizada ou em risco de desenvolvê-la. O tratamento com etanercepte não deve ser iniciado em pacientes com infecções ativas sérias, incluindo infecções crônicas ou localizadas. Este medicamento é contraindicado para crianças e adolescentes menores de 18 anos de idade. O uso de etanercepte em pacientes para o tratamento da hepatite alcoólica não é recomendado. Este medicamento não deve ser utilizado por mulheres grávidas sem orientação médica ou do cirurgião-dentista. O etanercpete contém sacarose, portanto, deve ser usado com cautela em portadores de Diabetes.
  • Onde, como e por quanto tempo posso guardar o etanercepte?
    Conservar a solução injetável sob refrigeração (temperatura entre 2°C e 8°C). Não congelar. Após refrigeração, a solução deverá atingir a temperatura ambiente antes da injeção. Manter a seringa e preenchida na embalagem para proteger da luz. Guarde-o em sua embalagem original.
  • O que devo fazer quando eu me esquecer de usar o etanercepte?
    Caso o paciente tenha esquecido de aplicar uma dose de etanercepte, deve-se aplicar a próxima dose assim que se lembrar. Depois, deve-se continuar o tratamento de acordo com a prescrição. Não se deve aplicar uma dose dupla de etanercepte para compensar a dose que foi esquecida. Em caso de dúvidas, procure orientação do farmacêutico ou de seu médico, ou cirurgião-dentista.
  • Que reações o etanercepte pode causar?
    Podem ocorrer reações no local da administração (vermelhidão, coceira, dor ou inchaço). Foram relatadas infecções (incluindo infecções do trato respiratório superior, bronquite, cistite, infecções da pele). Também é comum reações alérgicas, formação de autoanticorpo e febre.
  • O que fazer se alguém usar uma quantidade maior do que a indicada?
    Se acidentalmente você aplicar mais etanercepte do que o indicado pelo seu médico, entre em contato com um médico ou dirija-se com urgência ao hospital mais próximo. Leve sempre consigo a embalagem ou o frasco do medicamento, mesmo que estejam vazios.