tr-dpp-sifilisO Departamento de DST, Aids e Hepatites Virais (DDAHV) do Ministério da Saúde, lançou nesta quarta-feira (6), em Brasília (DF), campanha visando incentivar as futuras mamães a exigir a realização de testes de HIV, sífilis e hepatites virais B e C para evitar a transmissão vertical desses agravos aos seus filhos. As peças são compostas por cartazes, vídeo e materiais para internet. Acesse as peças no link. Assista ao vídeo aqui.

 

campanha-ms

Campanha pretende evitar transmissão vertical de diversas doenças

 

A transmissão vertical

A maior parte das crianças de até 12 anos que vivem com o HIV foi vítima da transmissão vertical. Esse tipo de transmissão é aquele que acontece da mãe soropositiva para o bebê, durante a gravidez, o parto ou a amamentação.

O Ministério da Saúde lembra que é possível diminuir o risco de transmissão vertical. Para isso, é preciso, primeiramente, que a futura mãe saiba seu status sorológico. Garantir o acesso ao teste de HIV para todas as gestantes é essencial para acabar com a transmissão vertical. Quando a gestante é identificada soropositiva, serão necessários um acompanhamento pré-natal e profilaxia específicos, além de cuidados especiais durante o parto e o aleitamento da criança. Caso a mulher não tenha o vírus, ela pode aprender como continuar a se proteger do HIV durante o aconselhamento após o teste.

 

Fontes: Blog da Saúde e Unicef

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2