O projeto de construção do Complexo Industrial de Biotecnologia em Saúde (CIBS) acaba de dar mais um importante passo: a obtenção da Licença Municipal Prévia (LMP), em 13 de março, pela Secretaria Municipal de Meio Ambiente (SMAC).  


A LMP é considerada fundamental para conseguir a Licença Municipal de Instalação (LMI), que permitirá o início efetivo da construção das edificações do Novo Centro de Processamento Final (NCPFI), empreendimento que será erguido no Distrito Industrial Norte de Santa Cruz.

 

santacruzsondagem430x285

Outra novidade no projeto é a fase final do processo licitatório para a
contratação de uma empresa para fazer o trabalho de cravação das estacas.
Imagem: Projeto NCPFI / Bio-Manguinhos



Para conquistar este resultado, a equipe trabalhou mais de um ano e meio e entrou em contato com diversos órgãos, como a CET-Rio, Rio Águas, Fundação Instituto de Geotécnica (Geo-Rio), além da Secretaria Municipal de Urbanização (SMU), órgão que emite a Licença de Instalação. A perspectiva é que a LMI seja publicada até o fim de abril. 

Outra novidade no projeto é a fase final do processo licitatório para a contratação da empresa para fazer o trabalho de cravação das estacas que permitirão o início  dasfundações para erguer as edificações.  Uma curiosidade é que as estacas previstas  pelo projeto têm comprimento médiode  30 m de profundidade.  O início do estaqueamento só pode ocorrer após a emissão da LMI.

 

Jornalista: Isabela Pimentel

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2