oficina-100x100Após dois anos de sucesso, foi realizada a terceira edição da Oficina para elaboração de resumos e pôsteres. Com este evento, Bio-Manguinhos pretende capacitar e preparar os colaboradores da comunidade Fiocruz a participarem de eventos e congressos técnico-científicos. O evento ocorreu dia 4 de março, no auditório do Museu da Vida, e contou com cerca de 70 inscritos de Bio e da Fundação.

A mesa de abertura foi composta pelo diretor de Bio, Artur Roberto Couto; presidente do Conselho Político e Estratégico, Akira Homma; e o consultor científico, Reinaldo Menezes. Artur tem sentido grande satisfação com os frutos das edições da oficina e do Seminário Anual Científico e Tecnológico em ImunobiológicosSACTBio, que, este ano, será realizado de 4 a 7 de maio, coincidindo com o aniversário de Bio-Manguinhos e da Fiocruz. “Estes eventos mostram a capacidade que temos não só de produzir vacinas, biofármacos e reativos, mas a qualidade do nosso desenvolvimento tecnológico. É importante para o Instituto gerar conhecimento científico, motivando a participação dos colaboradores”, afirmou o diretor.

Akira Homma acredita que tanto a oficina como o seminário são ótimas oportunidades de se atualizar. “São espaços de exposição e troca de conhecimento. É ótimo poder discutir com os colegas de Bio e de outras unidades todas as pesquisas que estão sendo realizadas dentro da Fundação. Desde ano passado, estamos estimulando também trabalhos das áreas de gestão e da qualidade. Esses eventos também estabelecem parcerias, pois temos apresentações de profissionais de fora”, opinou.

 

oficina

Foram apresentados exemplos de pôsteres científicos bons e ruins para os
participantes da oficina. Imagem: Bernardo Portella - Ascom / Bio-Manguinhos

 

Destaques 

Durante toda a manhã, os participantes puderam aprender informações relevantes com relação às inscrições, regras de resumos e pôsteres, conferência de patentes e como navegar no hotsite do SACTBio.

A coordenadora da Assessoria de Comunicação, Renata Ribeiro, mostrou as novidades do hotsite, que disponibiliza, inclusive, todo o material das edições anteriores. Ela enfatizou a importância do preenchimento da ficha de inscrição. Logo após, os consultores científicos Reinaldo Menezes e Cristina Possas, explicaram os critérios dos resumos inscritos, como, por exemplo, ser inédito, ter sido produzido no Brasil e passar pela Assessoria de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia (NIT-Bio).

Para tornar o pôster científico mais atraente e chamativo, Paulo Santos, da Assessoria Clínica, e Gisele Corrêa, que faz parte da secretaria executiva do evento, deram recomendações quanto ao tipo de letra, uso de gráficos e fluxogramas, mostrando exemplos de pôsteres bons e ruins. Por fim, Ana Paula Cossenza e Katia dos Reis, do NIT-Bio, mostraram especificamente aos colaboradores de Bio como validar seus trabalhos, passando por uma análise da assessoria quanto a contratos e patentes.

Confira mais informações no hotsite: http://sact.bio.fiocruz.br 

 

Jornalista: Gabriella Ponte 

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2