lurdinha-pniCerca de 150 profissionais da área da saúde atenderam ao convite do Instituto Evandro Chagas (IEC) e do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos/Fiocruz para conhecerem o “Estudo de imunogenicidade, reatogenicidade e segurança da vacina combinada contra sarampo, caxumba e rubéola produzida, por Bio-Manguinhos/Fiocruz, em crianças de 12 a 15 meses de idade, seguida de vacina tetra viral em crianças de 15 a 18 meses”.

O evento aconteceu no auditório UEAFTO no Centro de Ciências Biológicas e da Saúde (CCBS) da Universidade do Estado do Pará (UEPA) e contou com o apoio da Sociedade Paraense de Pediatria.

O diretor do IEC, Dr. Pedro Fernando da Costa Vasconcelos, abriu o evento dando as boas vindas a todos e falando da importância do estudo que vai ajudar o Programa Nacional de Imunizações (PNI) do Ministério da Saúde.

A diretora do Departamento de Vigilância a Saúde (DEVS) da Secretaria Municipal de Saúde (Sesma), Orliuda Bezerra, destacou a importância da prevenção, desde as medidas de promoção da saúde até a proteção específica, como é o caso das vacinas, que são o objeto do estudo. “Não vamos medir esforços para que a equipe do IEC, que está promovendo esse estudo, seja apoiada e é com muita felicidade que nós somamos esforços nessa iniciativa”, declarou.

 

banner evento biomanguinhos

Maria de Lourdes Maia, coordenadora da Assessoria Clínica de Bio, falou das parcerias
para a realização dos estudos clínicos. Imagens: IEC

 

A vice-presidente da Sociedade Paraense de Pediatria (SPP), Dra. Rosa Vieira Marques, destacou que, com o apoio ao evento, a SPP dá o pontapé inicial em atividades de caráter científico e pretende que essa parceria se estenda por toda a gestão que ela integra.

E foi nas parcerias que se centrou a fala da Dra. Maria de Lourdes Maia, coordenadora da Assessoria Clínica de Bio-Manguinhos/Fiocruz: “A realização desse estudo em Belém tem como característica principal as parcerias, ainda mais com o Instituto Evandro Chagas, que é um patrimônio da saúde pública no Pará. Eu gostaria de agradecer a todas as instituições envolvidas.”

A representante da UEPA, Dra. Elaine Xavier Prestes, coordenadora do curso de medicina, manifestou a honra da Universidade em sediar o evento e também em abrigar um dos postos de aplicação onde a vacina será testada.

Após as falas de abertura da mesa solene, os convidados assistiram à “Apresentação do Instituto de Tecnologia em Imunobiológicos Bio-Manguinhos/Fiocruz” feita pela Dra. Maria de Lourdes Maia.

Houve também a palestra sobre a “Atualização do Calendário de Vacinação do Programa Nacional de Imunizações/Eventos Adversos Pós-Vacinação”, proferida pelo Dr. José Geraldo Leite Ribeiro da Secretaria Estadual de Saúde de Minas Gerais e do Centro de Referência de Imunobiológicos Especiais.

O Dr. Francisco Lúzio de Paula Ramos, coordenador do estudo e chefe do Serviço de Epidemiologia do IEC fez a “Apresentação do Protocolo da Pesquisa”.

 

Fonte: Instituto Evandro Chagas

   

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2