oswaldo-sanitarista100x100

O Dia do Médico Sanitarista é comemorado dia 2 de janeiro. Este profissional analisa a saúde pública local, categorizando os problemas em ordem de prioridades, propondo soluções e alternativas e também estimativas sobre os recursos necessários para que as medidas possam ser executadas. 

Este profissional associa seus conhecimentos de medicina aos de saúde pública e atua nos níveis local, regional ou central, sendo de suma importância para melhorar a qualidade do serviço de saúde.

A especialidade de sanitarista passou por inúmeras transformações ao longo da história. Atualmente, insere-se na área de conhecimento denominada de Saúde Coletiva e se caracteriza por ser multiprofissional e interdisciplinar. Os sanitaristas mais famosos do Brasil foram Oswaldo Cruz e Carlos Chagas, que se destacaram não só pelas grandes pesquisas cientificas que realizaram, mas principalmente pelo impacto social que elas tiveram.

A Galeria de Honra dos Sanitaristas do Ministério da Saúde, no hall privativo do Edifício Sede, em Brasília (DF), é composta por 24 homenageados para retratar a gratidão do Brasil a estes profissionais. Grandes nomes como figuram a galeria. O primeiro homenageado foi Oswaldo Cruz, pioneiro no estudo das moléstias tropicais e da medicina experimental no Brasil. Fundou em 1900 o Instituto Soroterápico Nacional em Manguinhos, transformado em Instituto Oswaldo Cruz, entidade respeitada internacionalmente.

 

sanitarista430x285

A galeria do Ministéro da Saúde homenageia os
maiores sanitaristas do País. Imagem: Opas

 

No primeiro dia do II Seminário Anual Científico e Tecnológico em Imunobiológicos (II SACT), Bio-Manguinhos homenageou o médico vice-presidente executivo do Instituto Sabin, Ciro de Quadros, que faleceu na mesma data (30/5).  No momento da homenagem, estavam presentes o presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, e o presidente do Conselho Político e Estratégico do Instituto (CPE), Akira Homma. Ele foi o último a compor a galeria do Ministério da Saúde.

Foi enviado para Washington um papiro com os dizeres: “Homenagem ao Dr. Ciro de Quadros, brasileiro e cidadão do mundo, em reconhecimento pela sua excepcional atuação e liderança estratégica e operacional no controle e erradicação de doenças evitáveis por vacinas nas Américas e Mundo. As entidades abaixo elencadas entregam este reconhecimento coletivo em nome não apenas de seus associados, mas de todo o povo brasileiro”.

Antes dele, foi homenageado o parasitologista Luiz Hildebrando Pereira da Silva (que faleceu dia 24/9). Um dos maiores especialistas do mundo em malária, ele era pesquisador honorário da Fiocruz e foi o fundador do Instituto de Pesquisa em Patologias Tropicais (Ipepatro), que se transformou na Fiocruz Rondônia.

 

Jornalista: Gabriella Ponte

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2