paulo-roberto-100x100Um dos colaboradores da Assessoria Clínica de Bio-Manguinhos (Asclin), Paulo Roberto Gomes dos Santos, publicou um capítulo no livro da Organização Mundial de Saúde (OMS), intitulado Abordagens práticas para minimização de riscos dos medicamentos. A obra completa é fruto de um relatório do grupo de trabalho do Conselho de Organizações Internacionais de Ciências Médicas (CIOMS).

Paulo, que é responsável pela farmacovigilância em Bio-Manguinhos, destaca que a área complementa os dados de eficácia e segurança da pesquisa clínica. “Focamos o trabalho em eventos adversos e interações desconhecidas, além do estudo do  aumento nas frequências conhecidas, toxicidade crônica, uso em grupos especiais / portadores de comorbidades, novas indicações, fatores de risco e possíveis mecanismos, a fim de minimizar riscos e promover o uso racional de medicamentos”, destaca.

 

asclinreinaldo430x285gabriella

Paulo ao lado de Reinaldo Menezes (esquerda) e colegas da Asclin: apoio
na elaboração do capítulo. Imagem: Gabriella Ponte - Ascom/Bio-Manguinhos

 

Definida pela OMS como ciência e atividade relativa à detecção, avaliação, compreensão, comunicação e prevenção de eventos adversos a medicamentos, a farmacovigilância tem papel destacado em Bio-Manguinhos. 

Ele ressalta a importância da atividade na detecção de eventos adversos a medicamentos, através de busca ativa, que consiste na pesquisa bibliográfica, apoio a pesquisa clínica e investigação de campo, incluindo também os reportes espontâneos, feitos nos chamados ao Serviço de Atendimento ao Consumidor (SAC).

A publicação está disponível para download.

 

Jornalista: Isabela Pimentel

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2