Com o objetivo de capacitar e preparar os colaboradores da comunidade Fiocruz a participarem de eventos e congressos técnico-científicos, foi promovida a II Oficina para elaboração de resumos e pôsteres. O evento ocorreu dia 14 de fevereiro, no auditório do Museu da Vida, e contou com 170 inscritos, sendo 90 da Fundação e 80 de Bio-Manguinhos.

A mesa de abertura foi composta pelo presidente do Conselho Político e Estratégico, Akira Homma; os consultores científicos, Reinaldo Martins e Cristina Possas; a coordenadora do Mestrado Profissional em Tecnologia de Imunobiológicos, Sheila Farage; e chefe da Seção de Gestão de Documentos e Arquivos, Carina Duim.

Akira acredita que esta oficina foi o primeiro passo para ter o Seminário Anual Científico e Tecnológico em Imunobiológicos (cuja segunda edição será de 28 a 30 de maio) de grande sucesso. “Aprimoramos as normas e regras da submissão de resumos e pôsteres este ano, esperando que, tanto a oficina quanto o seminário, sejam melhores a cada edição”, explicou.

Destaques

Pela manhã, as regras quanto às referências bibliográficas em trabalhos científicos foram apresentadas por Carina Duim. Para tornar o pôster científico mais atraente e chamativo, Paulo Santos, da Assessoria Clínica, e Ricardo Creton, da Assessoria de Engenharia Industrial, deram recomendações quanto ao tipo de letra, uso de gráficos e fluxogramas e até impressão.

 

oficina-430x285-2

Akira Homma, Cristina Possas e Reinaldo Martins compuseram a mesa de abertura

Imagem: Ascom / Bio-Manguinhos

 

Na parte da tarde, Cintia Reis e Katia dos Reis, da Assessoria de Propriedade Intelectual e Transferência de Tecnologia, mostraram aos participantes como validar seus resumos, passando por uma análise quanto a contratos e patentes. O chefe da Divisão de Tecnologia da Informação, Marcelo Corrêa de Castro, mostrou como fazer as inscrições no hotsite.

Reinaldo comemorou: “O público tirou muitas dúvidas e foi bastante participativo. Esperamos que a oficina tenha despertado interesse para participarem do seminário”.

Quem participou, aprovou

Ana Rodrigues de Andrade, do Laboratório de Tecnologia de Anticorpos, participou ano passado e estava nesta edição da oficina novamente. “Retornei para aperfeiçoar o conhecimento. Achei que teve um ótimo embasamento teórico, muito útil para trabalhos científicos”.

Já Amanda Dutra da Costa, do Instituto de Pesquisa Clínica Evandro Chagas (Ipec/Fiocruz), acredita que esta oficina é importante para a área acadêmico-científica. “Foi bastante didático, pois exemplificou com diversos pôsteres. É a primeira vez que participarei de um evento (seminário) em que os profissionais mostram uns para os outros seus trabalhos”.

Confira no hotsite do Sact as apresentações dos palestrantes e fotos da II Oficina.

 

Jornalista: Gabriella Ponte

 

altalt Voltar à pagina inicial

Outras notíciasaltarrow-2