O sistema de relato de caso on-line (eCRF), que foi feito em parceria com o Serviço Federal de Processamento de Dados (Serpro), é usado principalmente em pesquisa clínica. A parceria foi construída desde o final de 2011 e o desenvolvimento do software teve início em janeiro deste ano. Nesse momento, o projeto encontra-se em fase final de testes e em seguida, acontecerá um estudo piloto, usando as tecnologias anterior (preenchimento em papel) e atual (BioForm).

A novidade faz parte da incorporação de novas tecnologias ao gerenciamento de estudos clínicos, com uso de sistemas que ajudam na tomada de decisão, facilitando a condução de pesquisas, que hoje são realizadas de forma descentralizada em vários estados brasileiros.

A ferramenta on-line, que permite controle efetivo dos processos de monitoramento e acompanhamento de pesquisas, é totalmente parametrizável e funcionará da seguinte forma: inclusão do estudo clínico no sistema, bem como todos os seus formulários, acompanhamento do preenchimento das fichas clínicas do estudo, monitoramento das mesmas e extração de banco de dados para análise estatística.

 

serpro-ditin-430x285

O sistema, desenvolvido por Bio e Serpro, poderá ser utilizado em outras instituições

 

A coordenadora da Asclin, Maria de Lourdes Sousa Maia, orgulha-se ao falar da importância do sistema para as pesquisas, já que sua utilização será em âmbito nacional, para estudos conduzidos em diferentes regiões geográficas. "Teremos mais capacidade de controle, segurança e rastreabilidade dos dados, pois todas as informações registradas poderão ser acessadas em qualquer tempo e local", acrescenta.

O chefe da Divisão de Tecnologia da Informação (Ditin), Marcelo Castro, lembra que uma das vantagens do BioForm é o fato de poder ser facilmente adaptado de acordo com as demandas de cada estudo, além do fato de ser em português. "Totalmente gerenciado pela Asclin, o sistema proporcionará maior confiabilidade nos dados e permitirá redução de custos na obtenção de informações de pesquisas em campo", destaca. A novidade foi pauta na Revista Tema, publicação do Serpro. 

 

Lançamento

No último dia 3 de dezembro, o BioForm foi disponibilizado para uso pelas Rede Nacional de Pesquisa Clinica (RNPC), do Departamento de Ciência e Tecnologia do Ministério da Saúde (Decit/MS), durante o encontro Ciência, Tecnologia e Inovação no SUS: integração entre conhecimento científico e políticas de saúde, promovido pelo Decit.

O superintendente de Relacionamento com Clientes Especiais do Serpro, Marcio Andre Martimbianco Brigidi, esteve presente e manifestou o orgulho pela participação no processo, assim como o Coordenador da RNPC, Ricardo Amorim e Coordenador de Pesquisa Clínica do DECIT, Sérgio Nishioka.

 

 

Jornalista: Isabela Pimentel

 

 

altalt Voltar à pagina inicial

Outras notíciasaltarrow-2