“A preocupação com o bem estar da população é uma questão crucial, mas criar condições para a ciência interagir com a indústria é fundamental”, explicou o secretário. Segundo Gadelha, a importância da área de Saúde no século XXI será tão expressiva  para a sociedade quanto foi o Petróleo no século XX. “Os genéricos foram um grande passo, mas agora é preciso investir no desenvolvimento interno de remédios de última geração para combater o câncer, o diabetes e outras enfermidades, normalmente tratadas com remédios caros”.

 

Em 10 anos, o Ministério da Saúde passou de R$ 2,2 bilhões em compras para R$ 12 bilhões, o que, de acordo com Gadelha, demonstra a determinação do Governo em promover o bem-estar da população que utiliza remédios fornecidos gratuitamente. “Além dos medicamentos, agora vamos investir em equipamentos. Só o Sistema Único de Saúde – SUS atende a 90% dos casos de câncer e, já a partir do ano que vem, terá condições de oferecer a maior quantidade de vacinas contra o HPV do mundo”, finalizou Carlos Gadelha. 

 

Fonte: Finep

 

altalt Voltar à pagina inicial

Outras notíciasaltarrow-2