O workshop, voltado para a implementação da Gestão do Conhecimento (GC) na administração pública, reuniu profissionais da, Diretoria de Planejamento (Diplan/Fiocruz), Diretoria de Recursos Humanos (Direh/Fiocruz), Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) além de Bio-Manguinhos. Das unidades apresentadas, as três últimas já têm iniciativas de Gestão do Conhecimento. “O objetivo é elaborar um plano estratégico de Gestão do Conhecimento com aplicação das demais unidades da Fundação, para que todas trabalhem, de forma estruturada, o conhecimento que geram”, explica Paula Xavier, coordenadora de Informação e Comunicação da VPEIC. 

Uma área de Gestão do Conhecimento, ou simplesmente GC, traz uma série de benefícios para o desempenho organizacional, segundo Fábio. “Os indivíduos aprendem, veem seu conhecimento ser ampliado, o que ajuda não só na melhor circulação das informações como também na tomada de decisões”. Ele, no entanto, chama atenção para a importância de sensibilizar os colaboradores para o tema. “Compartilhar um conhecimento adquirido é uma atitude colaborativa, depende de cada pessoa ter essa preocupação. É preciso que elas se adaptem a essa cultura, recente na maioria das organizações”.

A tarde do dia 19 foi reservada para a elaboração de um trabalho em grupo (business case), baseado no método aprendido, cujos resultados serão apresentados em 50 dias ao Fábio.

 

Jornalista: Rodrigo Pereira

 

altalt Voltar à pagina inicial

Outras notíciasaltarrow-2