O foco da campanha – ainda sem data para terminar – são fatores de risco e vulnerabilidade, prevenção, importância do diagnóstico precoce e vacinação contra a hepatite B. Para se vacinar, procure o posto de saúde mais próximo de sua casa e leve sua carteira com o histórico de vacinações.


Dados do Boletim Epidemiológico das Hepatites Virais no Brasil, divulgados pelo Ministério, mostram que, de 1999 a 2010, a existência de 307.446 casos de hepatites virais no país, incluindo os cinco tipos da doença – A (130.354 casos), B (104.454 casos), C (69.952 casos), D (1.812 casos) e E (874 casos).

Bio-Manguinhos aderiu à iniciativa e a Seção de Medicina do Trabalho (SEMTR) da unidade vacinou 340 colaboradores no período de 28 de julho a 4 de agosto. A enfermeira do SEMTR, Bruna Fernandes Pimenta, acrescenta que a vacina hepatite B está sempre disponível no setor para os funcionários que precisem tomá-la.

O que é uma hepatite viral?


É a inflamação do fígado produzida por um vírus que pode permanecer vários anos sem apresentar sintomas. Pessoas infectadas pelo vírus da hepatite C (para a qual não existe vacina), por exemplo, podem permanecer sem sintomas por até 20 anos. Outras só percebem que estão doentes (principalmente as que têm os tipos B e C) quando as manifestações já são graves, como cirrose ou câncer de fígado.

Como pega hepatite B

  • Relações sexuais sem camisinha com uma pessoa infectada;
  • Mãe infectada para o filho durante a gestação, o parto ou a amamentação,
  • Compartilhar material para uso de drogas (seringas, agulhas, cachimbos), de higiene pessoal (lâminas de barbear e depilar, escovas de dente, alicates de unha ou outros objetos que fura ou cortam) ou de confecção de tatuagem e colocação de piercings, por transfusão de sangue contaminado.

Acesse também

Detalhes sobre sintomas, diagnósticos e prevenção no hotsite da campanha.

As vacinas existentes e faixa etária indicada.

Minuto da Saúde: Alexandre Padilha, ministro da Saúde, fala sobre uso do interferon peguilado e testes rápidos para hepatite B e C.

 

 

Jornalista: Elisandra Galvão

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2