artistas OPAS freepikArtistas visuais de 10 países latino-americanos se reuniram para desenhar peças criativas com o objetivo de apoiar as campanhas de saúde pública da Organização Pan-Americana da Saúde (Opas) sobre a pandemia de COVID-19. O hackathon “Hack the Crisis 2020: Images against COVID-19” consistiu em dois dias de trabalho criativo virtual com a participação mais de 60 artistas e criadores visuais. Fizeram uma contribuição coletiva com peças gráficas em três temas-chave: interromper a propagação da COVID-19, contribuir para a saúde mental durante a quarentena e neutralizar mitos e desinformação.

A iniciativa nasceu de uma colaboração entre o laboratório de inovação social e rede de coworking IMPAQTO, a rede de jovens filantropos NEXUS e a Fundação PVBLIC. As três instituições compreenderam os desafios da OPAS/OMS na região. “Grande parte da prevenção à COVID-19 depende dos hábitos e comportamentos dos latino-americanos. Portanto, há uma necessidade clara de campanhas de prevenção que tenham relevância cultural e falem às pessoas com referência às suas experiências locais", explicou Rachel Gerrol, cofundadora e CEO da NEXUS.

Marcos Espinal, diretor do Departamento de Doenças Transmissíveis da Opas, descreveu a situação da COVID-19 na América Latina e a necessidade de informações claras. A Opas e os organizadores do evento assinaram um acordo de colaboração.

No workshop virtual de dois dias, artistas, designers e ilustradores conversaram com epidemiologista especialista da Opas, para aprender sobre o design centrado nas pessoas para criar peças eficazes e receber feedback e cocriação de colegas. Ao final do evento, uma galeria virtual foi entregue à Opas como contribuição coletiva dos artistas a esta organização.

 

Acesse o especial sobre coronavírus do site de Bio-Manguinhos

 

Fonte: Opas. Imagem: Freepik