O Ministério da Saúde ampliou a Campanha Nacional de Vacinação contra a Gripe para toda a população. O anúncio foi feito pelo secretário de Vigilância em Saúde (SVS), Arnaldo Correia de Medeiros, em coletiva realizada nesta quarta-feira, 8 de julho.

“A campanha tinha sido encerrada dia 30 de junho, porém, a vacinação continua nos postos de saúde enquanto durarem os estoques. A cobertura nacional está em 90,2% e, para aumentar a cobertura, a pasta recomenda fortemente que a população procure o posto de saúde mais próximo”, afirmou Correia de Medeiros.

Entre os grupos prioritários, os idosos foram o que tiveram melhor desempenho, com cobertura superior a 119%. Os estados e municípios receberam um total de 79,9 milhões de doses da vacina.

A ampliação da campanha tem por objetivo evitar o desperdício de doses nas localidades que não alcançaram a meta de imunização no público-alvo, que continua sendo prioritário. Mais de 17 milhões de pessoas do público-prioritário não se vacinaram, mas ainda podem fazê-lo.

Além dos idosos, ultrapassaram a meta inicial (90% de cobertura) os grupos prioritários de trabalhadores da área da saúde. Por outro lado, pessoas entre 55 a 59 anos, gestantes, crianças até cinco anos de idade e professores das escolas públicas e particulares foram os grupos com menores percentuais de cobertura.

 

Acesse o especial sobre coronavírus do site de Bio-Manguinhos

 

Jornalista: Paulo Schueler. Imagem: Freepik