surtos recorrentes covid 19 coronavirus paisesNa ausência de tratamentos eficazes ou na falta de disponibilidade ampla de uma vacina, as Américas podem sofrer surtos recorrentes de COVID-19 ao longo dos próximos dois anos, afirma a Organização Pan-Americana de Saúde (Opas).

A afirmação foi feita pela diretora da Organização, Carissa Etienne. “Devemos ser realistas sobre o futuro: todos temos que nos adaptar a um novo modo de vida e redefinir nosso senso de normalidade”, afirmou Etienne.

“Não superaremos esta crise sem atender às necessidades dos mais vulneráveis: os mais propensos a adoecer e os menos propensos a receber cuidados, como povos indígenas, pessoas de ascendência africana, pessoas em situação de pobreza nas áreas urbanas e populações migrantes. Se nós os negligenciarmos, correremos o risco de que os próximos dois anos pareçam os últimos meses”, defendeu a diretora da Opas.

 

Acesse o especial sobre coronavírus do site de Bio-Manguinhos

 

Jornalista: Paulo Schueler. Imagem: Mego Studio, Freepik