Mulheres, cientistas e referências nas áreas da pesquisa, da produção e da assistência à saúde. Estas são algumas das características compartilhadas por pesquisadoras da Fiocruz que terão suas histórias contadas pelo projeto Mulheres na Fiocruz: trajetórias, série de documentários que está sendo produzida pela Casa de Oswaldo Cruz (COC).

Reconhecida pela sua atuação da erradicação da poliomielite no Brasil, a ex-diretora de Bio-Manguinhos Maria da Luz Fernandes Leal, que no passado recente também exerceu a função de vice-diretora de Qualidade do Instituto, é protagonista de um dos três primeiros vídeos do projeto.

O vídeo Maria da Luz Fernandes Leal - Mulheres na Fiocruz: Trajetórias traz relatos sobre sua carreira, dificuldades, conquistas e contribuições para a Saúde Pública e a Fiocruz. A série foi lançada na manhã desta quarta-feira (03/6), em evento transmitido pelo YouTube da VídeoSaúde e que contou com a participação da presidente da Fiocruz, Nísia Trindade de Lima.

Durante o lançamento, Nísia afirmou que "a Maria da Luz, que chamamos de Malu, teve papel importantíssimo em Bio-Manguinhos em toda a questão da qualidade e da organização das plantas de vacina, são aspectos que passaram por um olhar atento dela".

A presidente da Fiocruz ressaltou o legado deste compromisso para o momento atual, de pandemia do novo coronavírus. "Lembrar isso é importante hoje, quando discutimos a busca pela vacina para a COVID-19. Nós (Fiocruz) teremos condições de produzir, caso haja uma vacina eficaz e segura, e isso só será possível porque houve investimentos em ciência e tecnologia, e pessoas dedicadas a isto, pessoas que se dedicam, que encaram nosso trabalho como missão".

Por fim, Nísia comemorou o fato da trajetória de Maria da Luz poder ser acessada pelo público. "Normalmente nos referimos mais aos homens, e no caso das vacinas o dr. Akira Homma é uma referência incontornável, mas com toda a certeza a ‘Malu’ teve um papel fundamental em Bio-Manguinhos, e esse projeto (o documentário) permite que todos possam ter conhecimento disso”. 

 

Assista à Maria da Luz Fernandes Leal - Mulheres na Fiocruz: Trajetórias.

 

Jornalista: Paulo Schueler. Imagem: Bernardo Portella.