O Ministério da Saúde lançou a cartilha Coronavírus - Vamos nos proteger, destinada ao público infantil. Na aparesentação, o Ministério dialoga:

"Pais, mães, responsáveis e cuidadores de crianças, Nesta situação que estamos vivendo durante a pandemia do coronavírus, é importante conversar e explicar às crianças o que está acontecendo. A curiosidade é normal em qualquer idade e, juntamente com as dúvidas, podem surgir sentimentos como insegurança, medo e até raiva. Se é comum nos adultos, imagina nas crianças… A mudança de rotina causa ansiedade, e os adultos devem mostrar que é papel de cada um proteger-se e proteger as pessoas mais vulneráveis nessa pandemia. Também é importante brincar, pois é assim que crianças aprendem da melhor forma. Cantem juntos, dancem, façam atividades e tentem se distrair em meio à nova rotina e às novas obrigações. Além de manter as crianças bem entretidas, use a informação como um instrumento de proteção para sua família. Todo cuidado é importante!"

Com inguagem acessível às crianças, a personagem Dra. Carla mostra como os pequenos podem se proteger do vírus. O texto é lúdico e mais simples, a Dra Carla, explica quais são os sintomas do coronavírus — febre, tosse, dificuldade de respirar. Também alerta os pequenos que ainda não temos uma vacina e nem remédio para combater a COVID-19. "Esse vírus, por ser tão pequenininho, pode ser transmitido pelo ar, através da tosse ou espirro, sem a gente perceber. Se a gente abraçar, der as mãos ou beijar uma pessoa que esteja com o vírus, pode se infectar também. Ele ainda pode ser transmitido se a gente encostar as mãos em algum objeto que esteja contaminado, como telefone, corrimão de escadas, maçaneta de porta e botão de elevador e depois colocar as mãos nos olhos, na boca ou no nariz", retrata a cartilha.

 

Acesse o especial sobre coronavírus do site de Bio-Manguinhos

 

Jornalista: Paulo Schueler