Se você está com febre e mal-estar, vai direto para uma unidade de saúde. Chegando lá, o médico dá o seguinte diagnóstico: “é virose”. Mas, o que isso significa? Como as pessoas podem se prevenir dessas viroses?

Virose é como se chama qualquer doença causada por um vírus, que nem sempre pode ser identificado. Os tipos mais comuns de viroses são causados pelos rotavírus, adenovírus, entre outros. A partir daí, surgem problemas gastrointestinais e respiratórios, respectivamente.
Quem explica melhor sobre o assunto é a pediatra Elvira Alonso, da Assessoria Clínica de Bio-Manguinhos (Asclin):

1-Como as viroses são transmitidas? Quais são os tipos de viroses mais comuns?
Virose é como se chama qualquer doença causada por um vírus. Temos uma infinidade de vírus diferentes e consequentemente, doenças diferentes. A transmissão depende do vírus, mas as principais viroses que vemos na emergência são as respiratórias e as gastrointestinais.
As respiratórias são transmitidas por gotículas da boca ou do nariz da pessoa infectada para a pessoa saudável. As gastrointestinais também têm essa forma de transmissão além da transmissão fecal-oral. Nos dois casos podem ser transmitidas através de objetos ou alimentos contaminados.

2-Quais são os sintomas característicos de virose?
Na virose respiratória, podemos ter como sintomas mais frequentes: tosse, febre, mal-estar, falta de apetite, coriza e dor de garganta. Já as viroses intestinais, temos como principais sintomas: febre, náusea, falta de apetite, vômito e dor abdominal. Não necessariamente temos todos os sintomas. Podemos, inclusive, ter viroses assintomáticas (sem sintomas).

3-Como se dá o tratamento?
No caso das principais viroses, usamos medicamentos somente para tratar os sintomas. É indicado nas viroses respiratórias a ingestão de bastante líquido, soro fisiológico para lavagem das narinas e medicamentos para aliviar dor e febre. Já nas viroses gastrointestinais, além da ingestão de bastante líquido, em determinados casos utilizamos o probiótico e o zinco para repor as perdas, sempre a critério médico. Evite a automedicação e consulte um médico para o tratamento adequado.

4-O que fazer para não pegar uma virose?
A principal forma de prevenção para as viroses respiratórias e gastrointestinais são os cuidados de higiene, principalmente a lavagem das mãos. Não dividir objetos pessoais como toalhas, talheres e copos. Para algumas viroses já temos vacinas disponíveis (como a vacina da gripe e do rotavírus por exemplo), reforçando a importância de deixarmos nossa vacinação em dia.

 

Jornalista: Gabriella Ponte