Os exames de anticorpos envolvem a análise de uma amostra (geralmente sangue, soro ou plasma) para mostrar a presença de um anticorpo (exame qualitativo) ou para medir a quantidade de um anticorpo (exame quantitativo). Anticorpos são produzidos pelo sistema imunológico. São proteínas (imunoglobulinas) que protegem as pessoas contra invasores microscópicos como vírus, bactérias, substâncias químicas e toxinas.

Existem cinco classes diferentes de imunoglobulinas (IgM, IgG, IgE, IgA e IgD). As três imunoglobulinas investigadas com maior frequência em exames são IgM, IgG e IgE. Os anticorpos IgM e IgG têm ação conjunta na proteção imediata e a longo prazo contra infecções. Os anticorpos IgE estão associados a alergias.

Sorologia é o termo usado para definir os exames que identificam a presença de determinados anticorpos no nosso sangue. Os mais comuns são os exames sorológicos denominados IgG (imunoglobulina G) e IgM (imunoglobulina M). Ou seja, IgM positivo significa que a pessoa possui anticorpos do tipo imunoglobulina M, e daí se deduz que ela já foi exposta e está na fase ativa da doença havendo a possibilidade do microrganismo estar circulando no paciente naquele momento. Um resultado positivo para IgG pode indicar que a pessoa está na fase crônica e/ou convalescente ou já teve contato com a doença em algum momento da vida e, portanto, para algumas doenças, esses anticorpos funcionam como uma proteção em caso de novo contato com o microrganismo.

A maioria dos testes rápidos de Bio-Manguinhos estão na plataforma de duplo percurso (DPP® – Dual Path Plataform). A tecnologia empregada nesses testes é uma evolução do teste rápido de fluxo lateral. Esta evolução tecnológica garante a ampliação dos níveis de sensibilidade e especificidade ao separar o processo de ligação antígeno-anticorpo do processo de revelação e, além disso, possibilita o desenvolvimento de testes multiplex com resultados altamente confiáveis.

Adicionalmente, esta plataforma também permite a detecção na mesma amostra, de forma simultaneamente e diferenciada dos parâmetros de IgM e IgG. É o caso do teste rápido para Chikungunya (TR DPP® Chikungunya IgM/IgG), teste rápido para dengue (TR DPP® Dengue IgM/IgG), teste rápido para Zika (TR DPP® Zika IgM/IgG) e do inovador teste rápido para Zika, Dengue e Chikungunya (TR DPP® ZDC IgM/IgG), que faz o diagnóstico das três doenças ao mesmo tempo.

Uma outra grande vantagem é a leitura eletrônica do resultado por meio de um equipamento de pequeno porte chamado micro leitor. Com a utilização do micro leitor, é eliminada a subjetividade de leitura e diminui a possibilidade de erro humano, além de possibilitar o registro automático e tratamento dos dados em computador, que pode ser incorporado ao leitor.

 

Confira a seção especial sobre o novo coronavírus no site de Bio-Manguinhos.

 

Jornalista: Gabriella Ponte