img interna selo fiocruz 120 anos

Diego de Souza Destro, designer de Bio-Manguinhos, é o vencedor da Chamada Interna para criação do selo comemorativo dos 120 anos da Fiocruz. O lançamento oficial do selo foi realizado na última quinta-feira (26/9), no auditório do Museu da Vida.

Formado em Comunicação Visual e Design de Produtos pela PUC-Rio, Diego, que trabalha em Bio há quase cinco anos, disse ter se inspirado nas linhas e sombras do Castelo - “ícone e maior patrimônio da Fundação” – que forma uma silhueta com o número 120.

Destro usou os conceitos de tradição, solidez e riqueza em conhecimento e desenhou a torre do Castelo. Utilizou a cor laranja, em referência aos tijolos da construção, e formas simplificadas para harmonizar o uso do selo com as logomarcas das diversas unidades. “O maior desafio foi sintetizar a arte para ser facilmente aplicável em vários produtos institucionais”, disse ele. Depois de sua apresentação, o designer agradeceu à instituição por fomentar o processo criativo de seus profissionais.

Durante o lançamento do selo comemorativo, a presidente da Fiocruz, Nísia Trindade Lima, falou sobre o conceito que irá nortear as atividades que farão parte das comemorações dos 120 anos em 2020. “A sociedade brasileira vê a Fundação como uma instituição com valores de cidadania, democracia e justiça social”, disse. “É a ideia de futuro ligada à proposta de patrimônio da sociedade brasileira. A força do legado e do patrimônio da Fundação, com os olhos para o futuro”.

A presidente apresentou os oito eixos temáticos balizadores das atividades comemorativas, definidos pelo CD Fiocruz. Entre eles, a preservação e o avanço do SUS frente aos desafios atuais e do futuro; o compromisso institucional com a superação das desigualdades sociais; o fortalecimento da ciência, tecnologia e inovação a serviço da sociedade; e os desafios para a saúde frente as transformações em curso no contexto da quarta revolução tecnológica.

O sociólogo e professor emérito da Fiocruz, Arlindo Fábio Gomez, presidiu a Comissão Avaliadora do selo de 120 anos e ressaltou “a excelente qualidade do material recebido”. Foram, no total, 17 propostas de designers e programadores visuais da Fundação.

Também compuseram a Comissão Avaliadora o editor-executivo da VideoSaúde, o diretor, roteirista e produtor Wagner Oliveira; o diretor de criação e sócio do estúdio Disarme Gráfico, o designer Bruno Ventura; o professor visitante da Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM/Rio), o designer Hugo Costa Gripa; e a escritora Andrea Jakobsson, vencedora de quatro edições do Prêmio Jabuti.

O futuro da saúde e da Fiocruz

A marca dos 120 anos da Fundação Oswaldo Cruz orientará a gestão institucional de maio de 2019 a maio de 2020, nas suas diferentes áreas de atuação e nos seus Institutos, Unidades e Escritórios em âmbito nacional, além de ações em parceria com Órgãos e Instituições Internacionais. Visa ainda a articulação e a integração de atividades em curso e, a organização de atividades, exposições, seminários acadêmicos, sempre tendo o fortalecimento de sua contribuição para a sociedade brasileira em um permanente processo de atualização de seu projeto institucional como norteador.

Veja aqui a defesa do selo e manual de aplicação da marca. 

 

Leia também

Agência da ONU integra comitê para celebrar 120 anos da Fiocruz

Fiocruz lança selo comemorativo dos 120 anos da instituição

 

Jornalista: Carolina Landi