vacinas vacinacao qualidade bio manguinhos fiocruz

Como é possível ter a certeza de que todas as vacinas oferecidas pelo Calendário Nacional do Sistema Único de Saúde (SUS) apresentam eficácia e segurança? O controle de qualidade das vacinas é realizado pelo laboratório produtor e deve obedecer a critérios padronizados, estabelecidos pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Os imunológicos (soros e vacinas) distribuídos pelo SUS passam por fiscalização e controle de qualidade do Instituto Nacional de Controle de Qualidade em Saúde (INCQS). O Instituto tem a responsabilidade oficial exclusiva de fazer os testes para garantir a segurança e a eficácia dos produtos do Programa Nacional de Imunizações (PNI), antes que eles sejam encaminhados para o uso da população.

Quando a vacina entra no Calendário Nacional, os estados brasileiros podem solicitar, mensalmente, as doses ao Ministério da Saúde. As vacinas precisam ser armazenadas e transportadas de acordo com as normas de manutenção da rede de frio, as quais deverão ser seguidas rigorosamente. Nenhuma das vacinas deve ser exposta à luz solar direta.

A distribuição aos estados é realizada por meio aéreo, sempre garantindo que sejam mantidas as temperaturas determinadas pelos laboratórios (de +2ºC a +8ºC). Já dentro dos estados, o transporte é terrestre, em caminhões refrigerados. Só então as vacinas são distribuídas para as suas regionais, que encaminham aos municípios, para que, finalmente, cheguem ao usuário na sala de vacinação.

Se as condições forem mantidas ao longo de todo o trajeto, as vacinas não precisarão ser novamente testadas. Na sala de vacinação, as temperaturas são monitoradas nos refrigeradores. Cabe às equipes responsáveis pela imunização nos municípios estar sempre atentas para acompanhar as temperaturas do acondicionamento das vacinas. 

Ao chegar na sala de vacinação, o paciente deve observar se:

- As vacinas estão armazenadas em refrigeradores adequados.

- Os refrigeradores possuem controle de temperatura.

- A temperatura dos refrigeradores está entre +2°C e +8°C.

- As vacinas são retiradas dos refrigeradores apenas no momento do preparo para administração.

- A caixa da vacina está lacrada.

- A vacina que será administrada é a vacina que deve ser aplicada.

- A vacina está dentro da validade.

- A vacina está sendo preparada no exato momento de sua administração.

- A agulha e seringa são descartáveis.

- As seguintes informações foram registradas em sua carteira de vacinação: nome e lote da vacina; data de aplicação e data de retorno, quando houver necessidade de mais doses ou reforços.

- As orientações sobre possíveis eventos adversos foram informadas.

 

Leia mais

Conheça os calendários de vacinação do PNI

Perguntas frequentes sobre vacinas

 

Leia também

Cartilha de Vacinas - Para quem quer mesmo saber das coisas

 

Jornalista: Carolina Landi, com informações de Blog da Saúde e SBIm