Mas, no mês de julho, a procura foi mínima nos postos que abriram a imunização geral no dia D.

O infectologista e pediatra Dr. Charbell Miguel Haddad Kury diz que a população geralmente é motivada a se vacinar quando vê as elevadas taxas de mortes provocadas pelas doenças. Como os índices alarmantes não se repetiram nesse começo de ano, as pessoas estão se acomodando e não vão até os postos. O problema, segundo ele, é que sem a imunidade, a doença volta com mais força na temporada seguinte. 

 

febreamarela-divulgacao

Você que ainda não se vacinou, procure um posto de saúde
próximo de casa para se imunizar. Imagem: Divulgação

 

A vacina de febre amarela é produzida por Bio-Manguinhos. Foram enviadas 6,6 milhões de doses no estado do Rio de Janeiro e somente 50% do público alvo se imunizou. Na capital, somente 43% da população tomou a vacina. Especialistas pedem que a população aproveite as férias escolares e passe em um posto de saúde próximo de casa para se imunizar. 

 

Escute aqui a entrevista completa do Dr. Charbell MIguel Haddad Kury na Rádio EBC.

Assista aqui  a reportagem do RJTV 1ª Edição do dia 26/7 sobre a queda da procura da vacina de febre amarela.

Leia aqui sobre os sintomas, transmissão e prevenção da febre amarela.

 

Fontes: Rádio EBC e RJTV 1ª Edição, com informações de Bio-Manguinhos