A suspeita de casos de rubéola entre alunos da Escola Estadual Januário Corrêa, em Montenegro (Rio Grande do Sul), fez com que as aulas fossem suspensas nesta segunda e terça-feira (30) para todos os 525 alunos. A decisão foi tomada pela 2ª Coordenadoria de Educação (CRE). "Decidimos por esta suspensão devido ao grande número de casos de suspeita que apareceram, que chegam em torno de 30. A situação está sendo investigada e vamos aguardar se alguma nova suspeita irá aparecer durante o dia de hoje, para tomarmos novas decisões", explica a coordenadora regional de Educação, Helenise Juchem.

 

escola-januario-correa-430x285

Escola permanece com aulas suspensas. Imagem: Divulgação

 

Estado estende vacinação para todas as pessoas

Segundo a direção da escola, no dia 15 de maio uma aluna começou a se sentir mal durante a aula e os pais foram chamados para levá-la para casa. No dia 18, uma colega da mesma turma apresentou os mesmos sintomas e as duas ficaram afastadas. No dia 21, a família da primeira menina doente comunicou à escola, com um atestado médico, que ela estaria com rubéola. Nos dias seguintes, novos casos suspeitos foram aparecendo, até que no dia 25 a direção entrou em contato com a Vigilância Sanitária de Montenegro. Na última sexta-feira, foi determinada a suspensão das aulas de ontem. "Estamos esperando orientações da Vigilância Sanitária para ver o que fazer em relação a esta situação", comenta a diretora Paula Muller.

A prefeitura informou, por meio de nota, que a Vigilância Sanitária da cidade está investigando uma doença exantemática (com manifestações na pele), não necessariamente rubéola, e que aguarda o resultado das análises coletadas.

 

Fonte: Jornal NH