Como fazer frente aos novos desafios das doenças raras e graves? Quais os desafios para detectar com rapidez se um indivíduo está infectado por dengue, zika, chikungunya ou febre amarela? Como incentivar o desenvolvimento da indústria biofarmacêutica no Brasil? Esses e outros temas serão abordados durante o V Seminário Anual Científico e Tecnológico de Bio-Manguinhos/Fiocruz - o evento será realizado de 2 a 4 de maio, no campus de Manguinhos, no Rio de Janeiro.

O evento começa com quatro workshops, que identificarão os pontos de estrangulamento para o desenvolvimento de produtos biofarmacêuticos no Brasil. Este mercado estratégico, de acordo com a consultoria McKinsey&Company, irá faturar US$ 278 bilhões globalmente em 2020, e vem registrando crescimento no Brasil. Ao fim, será elaborado documento com propostas nos seguintes tópicos:

- Como fazer frente aos novos desafios das doenças raras e graves?
- Desafios para a detecção e diferenciação precoce de infecção por arbovírus
- Desafios para a implementação do diagnóstico molecular como guia da conduta em oncologia
- Desafios e propostas de questões regulatórias para incentivar o desenvolvimento da indústria biofarmacêutica no Brasil

 

comunicado-anais-alta

Anais do evento já estão disponíveis no hotsite. Arte: Ascom / Bio-Manguinhos

 

A cerimônia de abertura contará com a palestra 80 anos da vacina de Febre Amarela no mundo, conduzida pelo professor da Universidade de Health Science – Bethesda, Scott Halstead. Na programação, Larry Anderson, presidente do Departamento de Doenças Infecciosas da Pediatria do Emory - Children's Center, abordará o tema Perspectivas de novas vacinas para doenças respiratórias.

O vice-presidente de Produção e Inovação em Saúde da Fiocruz (VPPIS/Fiocruz), Marco Krieger, fará a apresentação Novas plataformas de diagnóstico baseadas em sequenciamento de nova geração. Já o oncologista clínico da A. C. Camargo Cancer Center Vladmir C. C. de Lima debaterá Modulação da resposta imune adaptativa empregando anticorpos monoclonais como estratégia terapêutica contra o câncer. Por fim, Vacinologia de sistemas será abordado por Helder Nakaya, do Instituto de Ciências Farmacêuticas da Universidade de São Paulo (USP).

A programação completa pode ser acessada no hotsite do evento.

 

Trabalhos voltados a novos produtos e serviços

Além das palestras e debates, um grupo de 14 trabalhos foi selecionado para ter apresentação oral durante o evento. Eles se destacam por retratar a recente produção científica e atuais desafios do setor para o desenvolvimento de vacinas, biofármacos, reativos para diagnósticos, gestão na indústria farmacêutica e outros temas relacionados.

Desses trabalhos, os três melhores receberão os Prêmios Oswaldo Cruz (1º lugar); Carlos Chagas (2º lugar); e Alcides Godoy (3º lugar). Além desses, três prêmios serão oferecidos para o melhor trabalho de Jovem Talento Científico (até 26 anos de idade): Prêmio Henrique de Azevedo Penna, Prêmio Evandro Chagas e Prêmio Sérgio Arouca.

V Seminário Anual Científico e Tecnológico de Bio-Manguinhos
Data: 2 a 4 de maio
Local: NAPA Bio-Manguinhos – Campus da Fiocruz, Manguinhos.
Informações: sact.bio.fiocruz.br

 

Jornalista: Paulo Schueler