macaco-100x100A Prefeitura de Belo Horizonte (PBH) confirmou nesta segunda-feira (6) a morte de mais um macaco por febre amarela na capital. Esse é o segundo caso de óbito pela doença – de um primata não humano – ratificado por exames laboratoriais. Segundo a Secretaria Municipal de Saúde (SMSA), o corpo foi encontrado na região Oeste da cidade. No entanto, a pasta não informa o local exato, nem a data em que o animal foi recolhido.

A suspeita é de que esse macaco morto por febre amarela seja o mesmo encontrado no parque Jacques Cousteau, no bairro Betânia, em fevereiro. No dia 13 daquele mês, a prefeitura fechou o local para visitação e informou que tomou a medida depois que um primata foi achado sem vida na mata.

O primeiro macaco que teve o exame positivo para febre amarela em BH foi localizado em uma residência no bairro Copacabana, na região de Venda Nova. De acordo com a SMSA, 11 amostras de primatas mortos na capital foram enviadas, até o momento, para a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), no Rio de Janeiro, onde os exames laboratoriais são realizados. 

O macaco não transmite a febre amarela. O animal é hospedeiro como o ser humano. O Aedes aegypti é o vetor da febre amarela urbana, que não é registrada no Brasil desde 1942. A prefeitura monitora a morte de primatas como forma de vigilância em relação à enfermidade.

Em nota, a SMSA afirmou que medidas de controle e prevenção da doença foram tomadas, por meio da equipe de Controle de Zoonoses, nas regiões Oeste e Venda Nova, antes mesmo da confirmação dos exames pela Fiocruz.

"A equipe de Controle de Zoonoses realizou ações de pente fino – vistorias minuciosas para identificação e eliminação de criadouros e focos de mosquito Aedes aegypti na região onde o animal foi encontrado", diz o comunicado.

 

parque-bh

O parque Jacques Cousteau fica no Betânia. Imagem: Divulgação

 

Parques continuam fechados

Além do Jacques Cousteau, no Betânia, o parque das Mangabeiras, na região Centro-Sul de BH, continua fechada para visitação. A prefeitura esclareceu que não há previsão para a reabertura desses parques. 

O parque das Mangabeiras foi fechado no dia 23 de fevereiro para atender a uma recomendação da Gerência de Vigilância Sanitária da SMSA. Um relatório enviado pela pasta à prefeitura dizia que após um macaco ser encontrado morto no local não seria aconselhável o "afluxo de milhares de pessoas" no lugar.

 

Vacinação

De acordo com dados divulgados pela SMSA, até o momento, 480.913 pessoas receberam a vacina contra a febre amarela em Belo Horizonte. Durante todo o ano de 2016 foram vacinadas 140.000 pessoas.

Nesta segunda, começou a funcionar um posto extra em Venda Nova para a vacinação contra a doença. O atendimento é realizado na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) Venda Nova, na rua Padre Pedro Pinto, 175. O funcionamento é de segunda a sexta-feira, das 7h às 16h.

Além dos postos extras, a população tem acesso à vacina contra a febre amarela nos 152 Centros de Saúde; no Serviço de Atenção ao Viajante, na rua Paraíba, 890, na Savassi; além das unidades conveniadas: Sesc Saúde São Francisco, Sesc Tupinambás, Hospital Militar, IPSEMG, e Abertta Saúde.

 

Fonte: Ailton do Vale / O Tempo

 

Leia mais:

arrow-2 Informações sobre febre amarela