ist-aids-100x100Entre 25 e 27 de janeiro, Natal, a capital do Rio Grande do Norte, recebeu o 3° Encontro Nacional de Populações Vulneráveis em Situação de Dependência Química. Patrocinado pelo Departamento de IST, Aids e Hepatites Virais (DIAHV) da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) e a Organização das Nações Unidas para a Educação a Ciência e a Cultura (UNESCO), o evento foi organizado pelo Instituto Vida e Esperança (IVES), ONG que faz trabalho assistencial com prostitutas e dependentes químicos.

Desde 2014, quando foi lançado o programa Viva Melhor Sabendo, a instituição utiliza o teste DPP® HIV Fluido Oral de Bio-Manguinhos, em parceria com a Associação de profissionais do sexo local. Nesse período, Rafael Macedo, do Departamento de Reativos para Diagnóstico (Dered), esteve presente no Rio Grande do Norte para promover treinamento com o público que aplicaria o teste.

 

hiv-1-2-tr-2013

O teste é produzido por Bio-Manguinhos. Imagem:
Bernardo Portella - Ascom / Bio-Manguinhos

 

“Há a tentativa de estabelecer um trabalho articulado e multisetorial com os dependentes químicos em Natal (RN), e Bio-Manguinhos foi convidado a contribuir com sua experiência no relacionamento com esse público, quando se trata do teste de fluido oral”, ressalta Rafael, que acumula experiência com o treinamento desse público alvo, expertise adquirida nos treinamentos aplicados em Roraima, Piaui, Maranhão além do próprio estado do Rio Grande do Norte, no ano de 2014.

De acordo com Rafael, uma série de iniciativas foi consolidada em carta que será enviada aos representantes do poder público do RN, para melhoria no trabalho assistencial dos dependentes químicos.

 

Jornalista: Paulo Schueler