mosquito-palha-100x100A Prefeitura de Presidente Epitácio afirmou neste domingo (22) que vai investigar o possível caso de leishmaniose em uma menina de seis meses, que reside no município. A bebê está internada no Hospital Regional de Presidente Prudente e, conforme a unidade, seu estado de saúde é estável. A doença é transmitida pelo mosquito-palha, cujo nome científico é Phlebotomus pappatasi.

A criança chamada Sophia está internada no hospital de Prudente desde a última sexta-feira (20). Ainda segundo o HR, seu quadro de saúde permanece o mesmo e a menina está "fora de risco, sem previsão de alta". 

A Prefeitura de Epitácio afirmou ao G1 que a criança é moradora do Bairro Santa Rosa e que "irá apurar as informações" e que aguarda “o resultado das investigações para dar um parecer” sobre o caso. 

Apesar disso, salientou que, nesta segunda-feira (23), fará uma visita ao bairro onde a família da bebê reside. “Antes mesmo da comunicação do caso da bebê sob suspeita da doença, já haviam sido definidas ações para combater a dengue e a leishmaniose. Presidente Epitácio não está com uma epidemia da doença, por isso, a situação será investigada. Nesta segunda-feira [23], visitas serão realizadas no bairro onde a criança reside”, afirmou.

 

leish-menina-site

Menina está fora de risco e ainda não há previsão de alta.
Imagem: Rafaela Tatiane Oliveira dos Santos/Cedida

  

A Prefeitura também informou que o secretário de Saúde do município, Agnaldo Wilson de Souza Cruz, disse que, por intermeio do Departamento Regional de Saúde (DRS-XI) de Presidente Prudente, foi realizada na última quinta-feira (19) uma reunião voltada para a questão de prevenção à leishmaniose e a dengue. 

Neste encontro estiveram presentes representantes da Secretaria de Obras, Vigilância Epidemiológica Municipal (VEM), Vigilância Sanitária e Secretaria da Saúde. Ainda segundo o Executivo, a reunião teve como objetivo "definir ações, como mutirões de conscientização e limpeza em locais que possam ter focos das doenças". Esses trabalhos devem ter início nesta segunda-feira (23). 

A mãe de Sophia, Rafaela Tatiane Oliveira dos Santos, também disse ao G1 que o estado de sua filha ainda é o mesmo. Ela relatou que neste sábado (21) a menina tomou um antibiótico para combater a leishmaniose e que neste domingo (22) tomaria a segunda dose. 

Ela enfatizou que a bebê "geme de dor" e que a médica disse "que isso é normal, por ser sintoma da doença". A mãe também falou que a criança está mamando, entretanto, a papinha ela ainda não consegue comer.

 

Fonte: G1 Prudente e região

 

Leia mais:

arrow-2 Leishmaniose: sintomas, transmissão e prevenção

arrow-2  Reativo: Leishmaniose Humana