onco100x100Realizado no auditório do Museu da Vida, em Manguinhos, entre os dias 17 e 18 de maio, o evento reuniu integrantes de grupos de pesquisa translacional sobre o oncologia na Fiocruz, reforçando o papel da colaboração para o avanço dos estudos. A dinâmica do encontro foi marcada por rodadas de discussões visando colaborações entre os especialistas e apresentações sobre oncologia, gestão de pesquisa e experiências em gestão de redes em oncologia. 

Na mesa de abertura do evento, o vice-presidente de Pesquisa e Laboratórios de Referência, Rodrigo Stabeli, explicou a importância de organizar e integrar as iniciativas da Fiocruz em torno de doenças crônicas não-infecciosas, como o câncer, devido à mudança do perfil epidemiológico da população brasileira.

 

encontro-oncologicos-430x244

Encontro permitiu apresentação de trabalhos de grupos de pesquisa. Imagem:Divulgação

 

Representando Bio-Manguinhos, a gerente do Programa de Biofármacos de Bio-Manguinhos, Aline de Almeida Oliveira e a coordenadora da  Comunidade de Prática sobre Redes Colaborativas em Oncologia, Patrícia Neves (Laboratório de Tecnologia Imunobiológica/ Latim), destacaram o grande interesse que a disciplina Oncobiologia (oferecida como eletiva no Mestrado Profissional em Imunobiológicos) e a organização da CoP despertaram. "Apenas Bio e o Centro de Pesquisas René Rachou  (Fiocruz Minas) possuíam experiência em redes de conhecimento estruturadas dedicadas à oncologia", ponderou Aline.Para Patricia Neves, o Fio-Câncer funcionará como um grande indutor da produção de conhecimento científico na área de oncologia." Nossa CoP está integrada às ações da Fiocruz e isso vai fortalecendo os projetos", acrescenta. 

A palestra do diretor de pesquisa do Hospital Sírio-Libanês, Luiz Fernando Lima foi outro ponto de destaque do evento. "Ele abordou o modelo de gestão de pesquisa do hospital, induzindo e fomentando pesquisas que gerassem como produto a melhoria da atenção ao paciente. A medicina personalizada é um dos desafios da área", aponta Aline Almeida.

 

Jornalista: Isabela Pimentel