Colaboradores da Responsabilidade Socioambiental (Somar), voluntários e integrantes da Núcleo Operacional Sentinela de Mosquitos Vetores (Nosmove) e da empresa Astral Norte visitaram as áreas internas das edificações do Complexo Tecnológico de Vacinas (CTV), Pavilhões Henrique Aragão, Rocha Lima e Rockefeller orientando sobre a importância da participação de todos no combate ao mosquito Aedes Aegypti. Essa campanha de sensibilização na busca ativa ao mosquito nas áreas internas de Bio ocorreu em 4 de março.

 

combateaoaedes-interna1

Equipes visitaram as edificações de Bio orientando colaboradores
no combate ao Aedes aegypti.

 

Quatro equipes em grupos de quatro pessoas visitaram as edificações de Bio identificando responsáveis por realizar o check list formulado pela Fiocruz. No documento, há verificações em locais internos e externos, como por exemplo averiguar se os ralos estavam fechados, se o descarte de lixo está sendo feito corretamente ou se há equipamentos, garrafas e baldes acumulando água parada. “O olhar deve ser não somente em suas respectivas áreas, mas em todo o campus. Além disso, estamos entregando um check list para os colaboradores fazerem em casa”, completou Eder Vaz Lobo, chefe da Seção de Medicina do Trabalho (SEMTR).

“É importante que todos os colaboradores informem o fato caso encontrem um possível foco do mosquito para a pessoa responsável pelo check list. Esse documento será enviado periodicamente ao síndico da área, que irá tomar as devidas providências. Os dados serão consolidados pelo síndico geral, Marco Américo do Departamento de Recursos Humanos (Dereh). Estamos no processo de criação de um Documento Interno (DI) para oficializarmos o procedimento. Só com a ajuda de todos será possível eliminar os mosquitos”, explicou a coordenadora do Somar, Gisele Andrade.

 

somar-aedes-430x285

Colaboradores da Astral fizeram uma rápida busca pelo mosquito nas áreas.

 

Maria Ivone Bussons, analista ambiental da Assessoria de Segurança do Trabalho e Meio Ambiente (Aestm), acrescenta que a participação junto ao Somar tornou possível iniciar os mutirões com o apoio da Nosmove e Astral Norte, realizados nos dias 3, 4 e 23/2 em toda a instituição. “Na ocasião, vistoriamos os canteiros das obras onde conseguimos mapear e identificar nas áreas externas o combate ativo a possíveis focos do mosquito. E com a campanha inicial do “Dia D”, a participação dos colaboradores será decisiva neste combate, inclusive nas áreas internas com a parceria da Seção de Controle, Conservação e Segurança Patrimonial (Sepat) junto às equipes de limpeza, jardinagem e manutenção predial”.

Os colaboradores da Astral fizeram uma rápida busca pelo mosquito nas áreas de trabalho, como saídas da tubulação de ar e embaixo das mesas. Estão envolvidas nesta atividade, além do Somar, Aestm, Sepat, Comissão Interna de Prevenção à Acidentes (Cipa), SEMTR e síndicos (Dereh). A equipe do Nosmove faz parte da parceria DIRAC/IOC/VPAAPS e vem atuando em Manguinhos desde 2008.

 

Texto e imagens da home e internas: Gabriella Ponte - Ascom / Bio-Manguinhos