Quando se fala em redes sociais, geralmente se pensa em nomes como Twitter e Facebook. Mas, no campo da ciência, uma plataforma tem chamado a atenção de estudantes, pesquisadores e professores: o Research Gate

Reunindo características de rede social, a plataforma permite interação entre cientistas de todo o mundo, incluindo compartilhamento de artigos, publicações, fóruns, além de uma busca semântica por temas de resumos armazenados no repositório. Outra possibilidade é a criação de um blog pessoal. 

 

research-gate-430x285

Imagem: www.reseachgate.net



O espaço foi criado no ano de 2009, para que pesquisadores pudessem enviar livremente seus trabalhos, respeitando os direitos autorais. As publicações podem ser "baixadas" livremente e o acesso também é gratuito. Na plataforma, é possível localizar profissionais com as mesmas áreas de pesquisa e interesse, fazer comentários, participar de grupos por temas e incluir um cronograma de planejamento da pesqujisa. 

Mais de  um milhão de usuários em 192 países já se juntaram a esta rede social científica. Dentre eles, diversos profissionais de Bio-Manguinhos, como o pesquisador do Laboratório de Tecnologia Recombinante (Later) e do Programa de Biofármacos de Bio, Jose Procopio Moreno Senna. "É uma rede bem interessante para estar em contato com outros profissionais e tirar dúvidas. Uso bastante e acompanho as citações aos meus artigos", explica.

 

Jornalista: Isabela Pimentel