polioA Casa de Oswaldo Cruz (COC/Fiocruz) promove nos dias 27 e 28 de outubro o seminário Pólio Nunca Mais: 21 anos de Erradicação da Poliomielite no Brasil. O objetivo do evento é lembrar o trabalho empreendido para livrar o país da doença e discutir questões atuais envolvendo a pólio. As atividades acontecem no campus da Fiocruz em Manguinhos, no Rio de Janeiro.


Além de discutir a poliomielite a partir de uma perspectiva global, pesquisadores e protagonistas da história da doença na América Latina e no Caribe vão abordar o seu combate na região, a utilização de vacinas, o diagnóstico e a vigilância no seu enfrentamento, e a questão da síndrome pós-pólio no Brasil.

“A história da pólio não implica pensar apenas essa doença em si, mas também discutir políticas de saúde e a contribuição de organismos internacionais, não somente governamentais, como também privados, como foi o caso do Rotary International, no combate à enfermidade”, diz a historiadora da COC Dilene Nascimento, que integra a comissão organizadora do seminário.

Durante o evento, será aberta a exposição Pólio Nunca Mais, no foyer do Museu da Vida, que trará informações sobre a doença e sua história, incluindo os sintomas, a descoberta das vacinas Salk e Sabin, a adoção desta última pelo Brasil, além do papel da Fiocruz, por meio de Bio-Manguinhos e da Escola Nacional de Saúde Pública Sérgio Arouca (ESNP), no processo de erradicação.

“A exposição vai trazer mapas que mostram a incidência da pólio no mundo. Os primeiros trazem muitos pontos vermelhos, indicando a presença da doença em diversas partes do mundo. O mais recente traz um ponto apenas no Paquistão, onde ainda hoje casos estão sendo registrados. Isso aponta que a pólio deve ser pensada não de forma local, mas de uma perspectiva global”, afirma Dilene.

 

slide-polio-crianca86

 A imunização foi responsável pela erradicação da doença. Imagem Acervo Bio-Manguinhos

 

Programação:

27 de outubro

Local: Auditório do Museu da Vida – Campus da Fiocruz (Av. Brasil, 4365 – Manguinhos, Rio de Janeiro)

9h30 a 9h45 - Mesa de abertura

10h a 11h - Conferência de abertura

Situação Atual e Perspectivas da Erradicação da Poliomielite

Conferencista: Samia Abdul Samad (OPAS/OMS)
Coordenador: Dilene Raimundo do Nascimento

11h a 14h - Intervalo para almoço

14h a 16h30 - Mesa 1

A História da Poliomielite na América Latina e no Caribe

Enrique Beldarráin Chaple (CNICM/Cuba) – La eliminación de lapoliomielitis en Cuba
Adriana Alvarez (UNMdP/Argentina) – Hacia una mirada global de la poliomielitis en Argentina, Chile y Uruguay
Dilene Raimundo do Nascimento (COC/Fiocruz/Brasil) – As campanhas de controle e erradicação da poliomielite no Brasil
Coordenador: Tânia Maria Dias Fernandes (COC/Fiocruz/Brasil)

16h30 - Abertura da exposição Pólio Nunca Mais

28 de outubro

Local: Auditório do Programa de Pós-Graduação em História das Ciências e da Saúde - Prédio da Expansão (Av. Brasil, 4036 - 4º andar) - Manguinhos, Rio de Janeiro.

9h a 11h - Mesa 2

Vacinas, Diagnóstico e Vigilância no Enfrentamento da Poliomielite

Akira Homma (Biomanguinhos/Fiocruz) – A produção e reformulação da vacina Sabin
Edson Elias da Silva (IOC/Fiocruz) – O diagnóstico laboratorial da poliomielite
Carla Domingues (SVS/MS) – A vigilância epidemiológica da poliomielite
Coordenador: José Fernando de Souza Verani (ENSP/Fiocruz)

11h a 13h - Mesa 3

Controle e Erradicação da Poliomielite no Brasil

Maria de Lourdes Souza Maia (Biomanguinhos/Fiocruz) – Programa Nacional de Imunização
João Baptista Risi Filho (Ministério da Saúde) – Dias Nacionais de Vacinação
Wan Yu Chih (Rotary SC) – O papel do Rotary na erradicação da poliomielite no Brasil
Coordenadora: Tânia Salgado Pimenta (COC/Fiocruz)

13h a 14h - Intervalo para almoço

14h a 16h30 - Mesa 4

A Experiência da Poliomielite e da Síndrome Pós-Pólio no Brasil

Tania Rodrigues (Alerj/Rio de Janeiro) – A experiência da doença e da reabilitação
Pedro Carlos de M. S. Pinheiro (Hospital Municipal Jesus/Rio de Janeiro) – A assistência aos acometidos de pólio nos anos 70
Acary Oliveira (Unifesp/São Paulo) – A síndrome pós-pólio
Solane Leonor Carvalho de Lima (ABRASPP/Rio de Janeiro) – Movimento associativo dos acometidos pela síndrome pós-polio
Coordenadora: Diana Maul (UFRJ/Rio de Janeiro)

16h30 - Encerramento

 

Fonte: COC/Fiocruz

 

Leia mais:

arrow-2 Poliomielite: um histórico das conquistas de Bio-Manguinhos

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2