O secretário de Vigilância em Saúde do Ministério da Saúde (SVS/MS), Antonio Nardi, esteve na quarta-feira (16/9) reunido com os integrantes do Conselho Deliberativo (CD) da Fiocruz, na Residência Oficial, no Campus de Manguinhos. O presidente da Fiocruz, Paulo Gadelha, abriu o encontro falando da importância de se pensar a vigilância e o papel da Fiocruz, de como a Fundação pode colaborar de forma mais efetiva com a área.

reuniao-430x285

Secretário Nardi em reunião com representantes de Bio-Manguinhos. Foto: Rodrigo Pereira / Ascom Bio-Manguinhos.

 

Gadelha falou sobre a participação da instituição na formação de recursos humanos para o SUS, com relação direta com o campo da vigilância, a produção acadêmica e a de medicamentos da Fundação, com destaque para o fornecimento de vacinas para o Programa Nacional de Imunizações (PNI), projetos de cooperação internacional e os desafios para os próximos anos. Gadelha destacou ainda o crescente papel da saúde no campo produtivo no país. Logo após, Nardi iniciou a sua apresentação com a atual política da SVS/MS, nas áreas de integração, intersetorialidade, integridade e apoio à gestão do SUS. O secretário destacou programas como o Mais Médicos, o Saúde na Escola e ações no enfrentamento de doenças como a malária e a hanseníase.

À tarde, Nardi esteve em Bio-Manguinhos, onde visitou o Centro de Processamento Final e o Centro Integrado de Protótipos, Biofármacos e Reativos para diagnóstico (CIPBR). Antes, porém, se reuniu com a Diretoria. No encontro, o diretor Artur Couto apresentou o Instituto ao secretário e falou sobre o seu crescimento, destacando os futuros campi em Santa Cruz, zona oeste do Rio, e Eusébio (CE). Artur também falou do processo de transformação que a unidade vem passando para alterar o seu modelo jurídico para empresa pública.

 

Jornalista: Rodrigo Pereira

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2