publicacao-100x100Sempre transformando sua experiência na produção de imunobiológicos e inovação no setor biofarmacêutico em conhecimento científico, Bio-Manguinhos contribui para a difusão de informações sobre a saúde pública brasileira. Movidos por este espírito, quatro especialistas de Bio-Manguinhos se reuniram para produzir um estudo de caso sobre a trajetória da unidade, desde a produção de vacinas e diagnóstico in vitro à produção de biofármacos no Brasil.

 O convite para a publicação foi feito em janeiro deste ano, durante a participação do vice-diretor de Produção de Bio-Manguinhos, Antonio de Padua Barbosa, na reunião de um grupo de peritos sobre a produção de medicamentos biossimilares nos países em desenvolvimento, em Genebra, Suíça. A ideia era que Barbosa transformasse sua palestra apresentada na ocasião em um artigo.

 O estudo de caso apresenta como a trajetória tecnológica dos testes de diagnóstico in vitro foi semelhante a das vacinas, contando também sobre as relações com o Ministério da Saúde para o fornecimento destes produtos para programas públicos de saúde. Lançando produtos de alta tecnologia, Bio-Manguinhos acumulou, ao longo de suas quatro décadas de história, uma série de conhecimentos, que servem de exemplo para outras instituições. 


O artigo foi, então, escrito a quatro mãos, com contribuições do diretor de Bio, Artur Couto, do próprio Antonio Barbosa, do presidente do Conselho Político e Estratégico (CPE), Akira Homma, e da assessora da vice-diretoria de Produção, Elaine Maria de Farias Teles e ganhou destaque no Journal of Generic Medicines. Clique aqui e confira o texto na íntegra.

Sobre o o Journal of Generic Medicines

A publicação britânica é a principal revista internacional escrita por e para especialistas nas áreas de farmacologia, biofarmacêutica e  toxicologia, destacando-se por  seu fator de impacto. 
 
 

Jornalista: Isabela Pimentel
Imagem: Divulgação 
 
 

 

 

Voltar à pagina inicial

Outras notíciasarrow-2