cadeia produtiva interna

Desde sua criação, Bio-Manguinhos colabora para que o Brasil ultrapasse o desafio da produção de produtos biológicos para a saúde, dando sua contribuição para que se estabeleça uma cadeia produtiva do segmento.

A produção vacinas, biofármacos e reagentes para diagnóstico de base biológica é atividade de alta complexidade em seu processo produtivo, que engloba competências e etapas complexas como a identificação da nova molécula, o desenvolvimento de um banco de células, a definição da formulação farmacêutica pretendida, a produção de escala-piloto, estudos préclínicos e clínicos.

O conjunto de atividades só é possível a partir da existência de infraestrutura laboratorial, fabril, científica e tecnológica diversificada e de alta especificidade, com necessidade de atividades especializadas em cada fase de produção.

Na estruturação atual da indústria farmacêutica global, é crescente a importância de dominar a rota biotecnológica - medicamentos biológicos têm aumentado seu percentual de participação no mercado farmacêutico.

Um dos principais desafios no segmento é a produção de Insumos Farmacêuticos Ativos (IFAs), componentes estratégicos que, nas plataformas tecnológicas recentemente estruturadas em Bio-Manguinhos, poderão ser desenvolvidas tanto a partir das células CHO quanto a partir da expressão de E.coli.

A oferta de serviços biotecnológicos no Brasil terá, a partir de 2019, Bio-Manguinhos como um de seus fornecedores, reduzindo a necessidade de contratação dos mesmos no exterior. Além disso, uma nova Planta de Protótipos servirá à todo o chamado Complexo Econômico-Industrial da Saúde.