Acesso à informação #CopaDasCopas

Perguntas e respostas sobre fracionamento da dose da vacina de febre amarela

Tire suas dúvidas sobre o fracionamento da dose da vacina de febre amarela. Confira aqui matéria sobre o estudo realizado por Bio-Manguinhos.

 

O que significa uma dose fracionada da vacina contra a febre amarela?

A dose fracionada é uma parte da dose padrão da vacina da febre amarela, que confere proteção similar. Estudos mostram que a vacina de febre amarela, administrada até com um 1/10 da dose padrão é segura e fornece imunidade à doença. Dessa forma, o princípio de eficácia mantém-se o mesmo.

Esta é uma medida de emergência que pode ser utilizada em campanhas de vacinação em massa para ajudar a controlar possíveis surtos em casos onde o fornecimento de vacina é limitado.

 

Essa medida já foi utilizada em outros países?

Sim. A medida foi adotada como estratégia para controlar os surtos de febre amarela em Angola e na República Democrática do Congo. Em 2016, o Grupo Consultivo Estratégico de Especialistas da OMS (SAGE) sobre Imunização revisou evidências existentes e concluiu que o fracionamento da vacina produzida em Bio-Manguinhos/Fiocruz na proporção de um quinto da dose padrão poderia ser uma opção segura e eficaz para  o controle de surtos urbanos em situação de escassez de vacina.

 

Se a dose da vacina for reduzida, a imunização pode ficar prejudicada?

Não! Estudos recentes de duração da imunidade com a vacina de febre amarela de Bio-Manguinhos/Fiocruz sustenta a proteção similar à dose padrão e dão suporte à proposta de fracionamento da dose da vacina, demonstrando que a proporção de soroprotegidos é semelhante à da dose padrão, por pelo menos oito anos.

 

fa ms

 

Por que o fracionamento da vacina não é utilizado como imunização de rotina?

Nosso país tem a vacina de febre amarela padrão. Como a circulação viral vem atingindo áreas não previstas e temos estudos recentes de duração da imunidade com a dose padrão da vacina de febre amarela de Bio-Manguinhos/Fiocruz, já sustenta a proteção similar com a dose fracionada. Isto proporciona rapidez na ação contra a circulação viral, uma vez que produzir vacina é um processo demorado em situações críticas.

Também são necessários estudos adicionais para verificar se doses fracionadas são eficazes para crianças com menos de dois anos de idade, idosos e gestantes, uma vez que esses grupos podem não apresentar uma resposta imunológica adequada à vacina de febre amarela. Por este motivo, para esses grupos, recomenda-se a dose padrão.

 

Pessoas que receberem a dose emergencial fracionada também podem receber o Certificado Internacional de Vacinação ou Profilaxia (CIVP)?

Não se trata de dose emergencial, mas sim de uma situação emergencial e uma medida embasada em estudos científicos que sustentam a proteção similar à da dose padrão, conferindo eficácia por pelo menos 8 anos.

Entretanto, a dose fraccionada não dá direito a um certificado de febre amarela válido para viagens internacionais. O Programa Nacional de Imunizações do Ministério da Saúde recomenda a dose padrão para viajantes que necessitem da emissão de Certificado Internacional de Vacinação e Profilaxia (CIVP).

 

Crianças podem tomar a dose fracionada da vacina contra a febre amarela?

Atualmente, não há estudos que comprovem uma imunização eficaz, a partir de uma dose fraccionada da vacina da febre amarela, em crianças com menos de 2 anos de idade. Crianças muito novas podem não apresentar uma resposta imunológica adequada à vacina. Portanto, as crianças com menos de 2 anos de idade devem receber uma dose padrão.

 

As pessoas poderão receber a dose completa da vacina no futuro?

Os resultados dos estudos recentes indicam que com a aplicação da dose fracionada, a vacina febre amarela de Bio-Manguinhos sustenta a proteção similar à da dose padrão por até 8 anos. Novos estudos embasarão novas decisões.

 

Há um risco maior de eventos adversos com uma dose fracionada da vacina?

O composto da dose fracionada é o mesmo da dose padrão. A dose fracionada já foi administrada em milhões de pessoas para evitar a febre amarela. Ela é considerada tão segura e eficaz quanto a dose padrão. Eventos adversos graves após uma dose da vacina de febre amarela são extremamente raros (menos de um por um milhão de pessoas). Não há evidência de aumento dos eventos adversos graves quando se utiliza uma dose fracionada.

 

Fonte: Bio-Manguinhos/Fiocruz

 

Leia mais:

arrow-2 Informações sobre febre amarela

  

​