Acesso à informação #CopaDasCopas

Kit NAT obtém revalidação

Foi publicado, no dia 28 de dezembro, no Diário Oficial da União (DOU), a revalidação do registro do Kit NAT HIV/HCV/HBV de Bio-Manguinhos. O gerente do Programa de Reativos do Instituto, Antônio Gomes Pinto, explica que o fato é uma importante conquista, pois aconteceu cinco anos após o registro inicial do produto.

Considerado um dos produtos de diagnóstico de maior importância para Bio-Manguinhos, o NAT vem sendo usado nacionalmente para triagem de milhões de bolsas de sangue doadas no Brasil e contribuiu, de forma vital, para ampliar a segurança transfusional. "Este produto influenciou diretamente a estruturação do nosso Serviço de Atendimento ao Cliente (SAC), além de inúmeros processos internos tanto de gestão, logística e técnico", acrescentou Antônio. 

 

nat430x285

Conquista foi alcançada cinco anos após o registro inicial do produto.
Imagem: Bernardo Portella - Ascom/Bio-Manguinhos

 

Case de sucesso

Fruto de uma parceria entre o Instituto de Biologia Molecular do Paraná (IBMP), Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a empresa alemã Qiagen, o teste NAT é uma tecnologia desenvolvida para a detecção dos vírus da aids e hepatites B e C nas bolsas de sangue - destinadas à transfusão - dos hemocentros brasileiros.

O projeto foi iniciado em 2004 e a implementação da tecnologia NAT para triagem em bancos de sangue representou um grande avanço para toda a hemorrede brasileira, reduzindo o risco de transmissão de agentes virais, ao possibilitar uma detecção precoce nas doações. O teste vem sendo aperfeiçoado por Bio-Manguinhos, em paralelo aos avanços no modelo Flex NAT, com o objetivo de alcançar mais eficiência nas rotinas de processamento de amostras.

 

Jornalista: Isabela Pimentel