Acesso à informação #CopaDasCopas

Sistema de Gestão da Informação e Conhecimento

fiocruz-sistema-gestao-informacao-conhecimento

Informação, conhecimento e inovação são essenciais no mundo contemporâneo e particularmente em Bio-Manguinhos, onde tais ativos intangíveis se transformam em um bem ainda maior: saúde para milhões de brasileiros. Novas tecnologias vêm acelerando a produção, o tratamento e a distribuição da informação. Compreendendo sua importância para as estratégias, a vantagem competitiva e a sustentabilidade das organizações, o Instituto tem gerenciado a informação, o conhecimento de forma a estimular a inovação, utilizando-se da expertise de várias áreas internas.

Estas áreas atuam desde a busca, passando pela identificação, classificação, processamento, armazenamento até a disseminação de informações, estimulando uma cultura que propicie a convergência de ideias, o compartilhamento de soluções e a geração de conhecimento.

A geração do conhecimento é estimulada à medida que se interage com os ambientes interno e externo através de absorção de informações e de práticas a mobilizarem o conhecimento organizacional. Em Bio-Manguinhos essas práticas de GC são definidas pelas seguintes diretrizes de trabalho:

- Inserção de ações colaborativas nos processos de trabalho para construção do conhecimento com foco na inovação, na transformação de ideias e projetos em produtos de qualidade que possam ser disponibilizados para a população brasileira no menor tempo possível; e

- Estímulo a uma cultura organizacional dirigida para a Inovação e Conhecimento, promovendo um ambiente social favorável e estimulador do compartilhamento do saber, ajudando a desenvolver melhores práticas e a alcançar resultados desejados.

Quando se fala em conhecimento e inovação dentro de uma organização, a forma de gerir é baseada em três dimensões do conhecimento apoiadas em pessoas, processos e sistemas. Tais pilares são desenvolvidos sobre um ativo denominado informação que deve ser gerenciada para dar suporte à criação, organização, disseminação e proteção de maneira a garantir a extração do conhecimento.

Reforçando a detenção do conhecimento tácito das pessoas, entendemos a gestão do conhecimento como um método para mobilizar o conhecimento para atingir os objetivos estratégicos da organização e assim melhorar o seu desempenho organizacional com foco em resultados. 

Para que isto aconteça de forma efetiva, Bio-Manguinhos participa de uma rede integrada coordenada pela Vice-presidência de Ensino, Informação e Comunicação, a qual tem como uma de suas competências “promover a gestão da informação e do conhecimento orientada à inovação e a qualidade/excelência das ações institucionais” em parceria com as unidades da Fundação em ações afins.