Acesso à informação #CopaDasCopas

Calendário de vacinação

calendario-vacinacao-2016O êxito das Campanhas de Vacinação contra a varíola nos anos 60 provou que a vacinação em massa havia conseguido erradicar a doença. O último caso notificado no Brasil ocorreu em 1971, demonstrando a importância estratégica das vacinas na promoção da saúde.

Assim, o Ministério da Saúde criou o Programa Nacional de Imunizações (PNI) em 1973 para, diminuir ou até mesmo erradicar doenças através da vacinação da população brasileira . Inserido na Secretaria de Vigilância em Saúde, o Programa estabelece normas e estratégias de uso dos imunobiológicos.

Já em 2010, foi criado o calendário diferenciado para a população indígena – que inclui as vacinas pentavalente, pneumocócica 23 e varicela, e vacinação contra a hepatite B e influenza para todas as faixas etárias.

O calendário básico de imunizações do Sistema Único de Saúde (SUS) passou a contar, a partir de setembro de 2013, com a vacina tetravalente viral que inclui a imunização contra a varicela (catapora), além de sarampo, caxumba e rubéola, já contempladas na tríplice viral.

Em 2014, com a incorporação da DTPa, HPV e Hepatite A, o SUS passou a ofertar 17 vacinas de rotina no calendário nacional, 100% das vacinas propostas pela OMS.

Além do calendário, o PNI promove ainda ações de caráter extraordinário, como as Campanhas Nacionais de Vacinação.

O calendário abaixo determina as vacinas, o número de doses, a idade e o período em que devem ser tomadas para garantir uma proteção efetiva.

 

Acesse os calendários clicando no link abaixoarrow

arrow-1Calendário Nacional de Vacinação

arrow-1Calendário dos Povos Indígenas

 

arrow-2arrow-2 voltar à pagina inicial